Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

02

CEEE Transmissão
icone

CEEE T resumido

Situação atual

A CPFL Energia venceu o leilão de privatização do controle da Companhia Estadual de Transmissão de Energia Elétrica (CEEE-T), realizado em 16 de julho de 2021, na sede da B3, em São Paulo. A proposta ofertada foi de R$ 2,67 bilhões, com ágio de 57,13% em relação ao valor inicial estabelecido (R$ 1,7 bilhão). O leilão contou com seis proponentes. Todo o processo, que contou com o apoio do BNDES, envolveu as aprovações necessárias (Assembleia Geral de Acionistas, Conselho Diretor do Programa de Reforma do Estado-CODPRE, Tribunal de Contas do Estado-TCE), além de audiência pública. O processo de liquidação e transição para o novo acionista deve levar de 60 a 90 dias.

Informações

A Companhia Estadual de Transmissão de Energia Elétrica – CEEE-T é uma sociedade de economia mista que se originará da cisão da atual Companhia Estadual de Geração e Transmissão de Energia Elétrica – CEEE-GT, controlada pelo Estado do Rio Grande do Sul por meio da Companhia Estadual de Energia Elétrica Participações - CEEE-Par, detentora de 65,92% do seu capital. A empresa possui 56 subestações, com potência própria instalada de 10,5 mil MVA, além de operar outras 18 unidades.

Visão geral

O processo de desestatização da CEEE-GT iniciou com a aprovação da PEC nº 272 pela Assembleia Legislativa em maio de 2019, seguida da Lei nº 15.298 de julho de 2019, que autorizou o Poder Executivo do Estado do Rio Grande do Sul a promover medidas de desestatização da Companhia Estadual de Energia Elétrica. Em agosto do mesmo ano, o BNDES foi contratado pelo estado para estruturação do projeto, tendo iniciado os estudos para a modelagem, em conjunto com consultorias contratadas, em dezembro de 2019. Em março de 2020, foi divulgado fato relevante ao mercado referente à intenção de cisão parcial da CEEE-GT.

CEEE T detalhado

Conteúdo relacionado

Perguntas
Frequentes

Confira as principais dúvidas sobre os temas relacionados a parcerias, concessões, privatização e PPPs.

Consulte

Saiba mais

sobre o

Projeto

.RS Parcerias